Visitas guiadas matutinas

VALOR

Segunda, quarta, quinta, sexta, sábado, domingo e feriados:

Observe que os menores de idade devem estar acompanhados por um adulto responsável.

Todas as visitas guiadas são bilíngues (espanhol/inglês) e precisam ser agendadas com antecedência.

Lembre-se, antes de reservar seu bilhete, que você irá subir e descer vários andares por escadas e circular por lugares estreitos.

Lembre-se, também, que o tempo de tolerância para poder ingressar na excursão é de 15 minutos (a partir do horário que consta na reserva); uma vez decorrido esse tempo, não será possível ingressar ao passeio nem haverá devolução do dinheiro do mesmo.

Detalhes da atividade

Recomendam-se sapatos confortáveis para o passeio. Vários andares devem ser subidos por escadas.

Visita guiada bilíngue (espanhol-inglês).

O Palácio Barolo está inspirado na Divina Comédia de Dante Alighieri, por isso, durante a excursão pelo prédio, são visitados os setores que mais se assemelham ao poema italiano que está dividido em Inferno, Purgatório e Paraíso.

Começam as visitas guiadas no Pasaje Barolo. Nesta parte do edifício, que corresponde ao “Inferno”, o guia explica o simbolismo dos diferentes ornamentos decorativos e começamos a mergulhar na fascinante e enigmática história deste arranha-céu latino.

O passeio continua subindo de elevador até uma das duas varandas do chamado “Purgatório”, onde se revela que a cúpula que se observava do hall do edifício não corresponde ao seu eixo e, para comprová-lo, depois você acessa o 13º andar por elevador. É assim que a complexidade da obra do Arquiteto Palanti começa a ser apreciada em todo o seu esplendor, percebendo a majestade e simbologia que deu a cada um dos espaços.

Ali, no terraço do 13º andar, as vistas se impõem e o Farol do Barolo começa a se vislumbrar.  

Então, você sobe um andar (a pé) para chegar à torre onde, após uma breve explicação sobre o que você vai vivenciar a seguir, você sobe seis andares por escadas. Esta seção do Palácio é chamada de Paraíso. Durante a subida, os corredores vão se estreitando até chegar às sacadas do Barolo, onde as vistas panorâmicas são, segundo nossos visitantes, as melhores da cidade de Buenos Aires.

Ainda é preciso chegar ao “empírico” do Paraíso, o lugar onde Dante imaginou que as almas abençoadas se encontrassem, e onde o Arquiteto Palanti projetou um Farol.

Esta luminária está imersa em uma cúpula de vidro com quase cem metros de altura, e subir até lá é a lembrança mais inesquecível que o Barolo oferece. O Farol foi reformado em 2010 e possui uma potente lâmpada de 5000 watts.

A excursão termina refazendo as escadas que subimos para depois descer em elevadores até o Escritório do Museu. Lá nossos visitantes podem se sentir parte dos dourados anos 20, em um momento de descontração entre chapéus e móveis de época.